Nova seda DME-D

dezembro 1, 2010

A Horizontes Arquitetura e Urbanismo foi responsável pelo projeto para a nova sede da DME-D, distribuidora de energia elétrica de Poços de Caldas, Minas Gerais.

O edifício foi projetado como um grande bloco prismático e maciço, atendendo ao extenso programa, à pequena dimensão do terreno e à limitação de altura. Para dar leveza à volumetria os dois pavimentos inferiores, onde se localizam estacionamentos e espaços técnicos, foram tratados com fechamentos em tela metálica vazada coberta com plantas trepadeiras. Desta forma o prédio assume uma leitura horizontal, e parece flutuar sobre a base ‘transparente’.

Nos dois pavimentos intermediários foram resolvidos os setores administrativos e de atendimento público. Estes dois pavimentos foram tratados com brises móveis coloridos, com intenção de destacar a volumetria e proporcionar proteção solar aos ambientes de trabalho, reduzindo o uso de ar condicionado.

O terraço foi arrematado por um coroamento sustentado por colunata em concreto aparente.  Neste espaço foram resolvidas as áreas de convívio dos funcionários, com vistas para a cidade a sul e para uma grande montanha a norte (Serra do Cristo).

Durante a fase de concepção do projeto foram desenvolvidos vários estudos de cor para tratamento da fachada. Em cada estudo utilizou-se variações de tons de uma determinada cor. As cores foram aplicadas em brises verticais móveis de alumínio, compondo ‘planos’ de tamanhos variados. O movimento constante das aberturas e a variação de cor proporcionam uma imagem dinâmica da volumetria, contribuindo para que o novo edifício seja um importante marco arquitetônico na paisagem de Poços de Caldas.

Estudos de cor

Proposta final


PUC TV – “Minas Gerais: Arquitetura Contemporânea”

novembro 10, 2009

ARQBH 2008-09-14 030

Projeto: Horizontes Arquitetura e Matheus M. F. Melo

Colaboradores: Luciano Mendes de Lima (estagiário), Carlos Gomes Sós (estagiário)

Contratante . Proprietário: Pró-reitoria de infra-estrutura, PUC MINAS (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais)

ARQBH 2008-09-14 023

A PUC TV é uma emissora universitária de tv a cabo ligada à PUC Minas (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais). Seu funcionamento é destinado à formação e capacitação profissional dos estudantes de jornalismo e produção audiovisual da Universidade.

Visando aumentar a quantidade e a qualidade dos programas produzidos, a universidade decidiu oferecer uma sede própria para a PUC TV. O terreno selecionado fica no campus PUC Minas unidade Coração Eucarístico em Belo Horizonte, posicionado no alto de uma pequena elevação e coberto por arborização considerável.

O programa de necessidades foi definido conjuntamente entre arquitetos, pró-reitoria de infra-estrutura da Universidade e pela equipe da PUC TV. O edifício deveria, além de conter o setor administrativo, dar resposta a todas as necessidades demandadas por uma emissora de tv, principalmente na parte de instalações técnicas especiais para estúdio, salas de edição, salas de controle, sala de programação e cabines de gravação. Em suma, deveria dotar os alunos das melhores ferramentas necessárias para garantir sua formação prática, reproduzindo, em menor escala, as instalações que encontrarão no futuro nas empresas do setor.

Além das questões técnicas o programa exigia a preservação da arborização existente e o aproveitamento da estrutura de uma edificação existente (Casa dos Professores). Partindo destas premissas a equipe desenvolveu uma solução em dois blocos com área total de 335m². O setor técnico foi planejado em um grande bloco branco construído diretamente sobre a Casa dos Professores. O setor administrativo, circulação vertical e banheiros foram planejados em um volume anexo, volumetricamente mais trabalhado, conectado ao outro bloco por uma varanda/corredor.

ARQBH 2008-09-14 005

PUCTV-ANEXO C PROF-PE-FOTOS 2006-07-13 015O setor técnico contém todas as ilhas de edição, estúdio, além de salas de apoio à produção técnica da TV. Seu volume acompanha a simplicidade volumétrica da Casa dos Professores, formando uma grande caixa branca. O volume saliente do anexo foi objeto de maior atenção e cuidado da equipe que buscou uma solução agressiva e inusitada. A solução foi resolvida através de duas empenas cegas nas laterais e grandes panos de vidro inclinado na parte frontal e na caixa de escada, explorando as visadas da mata. As janelas amplas da caixa de escada e das salas, orientadas para a massa de árvores, dotam o edifício de vistas invejáveis e ajudam a criar um espaço de trabalho com ambiência mais agradável.

O funcionamento da PUC TV e da Casa dos Professores é totalmente independente. Para direcionar os fluxos de acesso o edifício apresenta um circulação vertical exclusiva para a PUC TV, dentro do volume principal, enquanto o acesso à Casa dos Professores se dá diretamente pelo 1º piso. Apesar da divisão em dois blocos totalmente distintos, o anexo consegue uma integração harmoniosa que se beneficia da simplicidade do volume da Casa dos Professores e salas técnicas, que acabaram funcionando como um pano de fundo.

ARQBH 2008-09-14 016

O edifício foi construído em sistema tradicional com pilares, vigas e lajes em concreto armado. As vedações externas são em alvenaria, divisórias internas do setor administrativo em dry-wall e divisórias internas do setor técnico em venezianas de alumínio. As grandes aberturas foram resolvidas com esquadrias de alumínio e vidro liso.

As definições de cores e revestimentos do edifício foram feitas de forma a realçar os elementos formais e estruturais, destacando com cores vibrantes seus elementos mais marcantes. O volume principal foi revestido com revestimento de quartzo escuro. O nome da PUC TV foi gravado em baixo relevo no revestimento da empena lateral. As bordas das lajes e peitoris das janelas foram pintadas em vermelho. As janelas inclinadas, em vidro liso verde, dotam o edifício de um perfil impactante e único.